Nem pense em ir embora

com dúvidas.

A Onawa já tem a rede de pessoas para minha empresa?

 

Não. Sua comunidade precisa ser formada e ativada pela empresa. E existe um motivo para isso:

um dos principais pilares de uma comunidade é o relacionamento entre a empresa e as pessoas,

portanto não faz sentido focar apenas em quantidade de pessoas, é preciso convidar pessoas

que realmente se identificam com sua empresa.

Como atraio as pessoas para minha comunidade?

Você pode desenhar estratégias para atrair os clientes, ex clientes, seguidores das redes sociais da sua marca.

Pedir para seus colaboradores convidarem amigos e contatos é sempre um bom início.

Se quiser crescer a comunidade com mais agilidade, pensar em usar os canais de comunicação pode ajudar:

redes sociais, jornais e revistas rádio, TV.

Como engajo minha comunidade?

Nossa maior dedicação é desenvolver ferramentas que ajudam a empresa a ativar a comunidade.

Alguns fatores influenciam nessa ativação. Alguns deles são: produtos com consumo recorrente,

cashbacks e comissões relevantes, uma boa estratégia de portfólio e campanhas de incentivo.

A Onawa me ajuda a desenvolver estratégias para captar pessoas e engajar a comunidade?

 

Sim. De mentorias a consultorias, temos especialistas prontos para ajudar sua empresa. 

O que é um embaixador?

Nossas ferramentas também ajudam empresas que queiram desenvolver um canal mono ou binível de venda direta.

Embaixadores são as pessoas físicas ou jurídicas dispostas a utilizar seu poder de influência para divulgar e vender os produtos

da sua empresa em troca de benefícios.

É o embaixador quem fecha a venda?

 

Pelo aplicativo, sim. Ele quem cadastra os dados do cliente, fecha o carrinho e envia o link para o cliente realizar o pagamento.

Pela lojinha web, é o próprio cliente quem coloca os produtos no carrinho e finaliza a compra.

O mais legal é que basta o embaixador compartilhar o link com seus contatos, via redes sociais e grupos de whatsapp

e toda compra que for feita pelo link gera comissão para o embaixador.

Neste modelo de venda direta, o embaixador tem algum vínculo com a empresa?

 

Não. A relação é de cooperação e não de subordinação. A busca é pela satisfação mútua. No modelo da parceria

não cabe estabelecimento de metas, supervisão de atividades, fiscalização da rotina de trabalho e nem cobrança

de frequência (mesmo em treinamentos e reuniões).

Essa resposta foi construída com o auxílio do escritório Lins & Gioia Advogados, que possui vasta experiência com modelos de negócios similares.

Posso ter meus vendedores de loja e funcionários em geral usando a ferramenta para vender?

Com certeza! Use a ferramenta para engajar seus vendedores e ajudá-los a vender ainda mais.

As ferramentas da Onawa servem para venda de serviços?

 

Sim. Nossas ferramentas são focadas no engajamento e ativação de comunidades.

A venda é consequência do relacionamento com a comunidade.

Temos o case da Celso Lisboa, por exemplo: uma Faculdade que usa nossas ferramentas para venda

de cursos de Pós Graduação EAD. A comunidade dela são os próprios colaboradores, alunos e ex alunos.

Tenho muitos produtos, consigo fazer o upload deles para o catálogo digital via integração?

 

Sim, é possível. Através da nossa API é possível fazer uma série de integrações.

Sou indústria. Como implemento um cannal de venda direta sem gerar conflito

com meus varejistas ou distribuidores?

 

Temos um case perfeito para você: Coral Tintas, que convidou para a comunidade, aqueles que já eram vetores de venda

de seus produtos, como os pintores, arquitetos e engenheiros. O projeto inclui a rede de varejo como parceiros logísticos, ou seja,

a indústria ajuda a aumentar o sell-out do varejo, fideliza os usuários de seus produtos e tem incremento no sell-in.

O mesmo conceito vale para redes de franquias.

Ainda ficou com dúvidas?

Escreve pra gente no email contato@onawa.me